Início Cidade Ex-aluno da Escola SESI SENAI é aprovado em universidade americana

Ex-aluno da Escola SESI SENAI é aprovado em universidade americana

2 leitura mínima
0
0
58
#


Stênio Alves de Assis, ex-aluno da Escola SESI SENAI, já havia conquistado o 1° lugar em Agronomia na Universidade Federal do Ceará (UFC), em 2019, e agora foi convidado para fazer parte da turma de 2025 da Minerva Schools, Universidade de São Francisco, nos Estados Unidos. Ele embarca no final de agosto para esse novo desafio acadêmico.

O jovem soube de aprovação através de uma carta assinada pelo Sheldom Schuster, presidente da Minerva School at KGI enviada por e-mail. Na mensagem, o executivo o convidava para embarcar numa jornada educacional muito significativa. “Como membro da turma de 2025 da Minerva School at KGI você vai ter a oportunidade de estudar em um dos programas de graduação mais seletivos dos Estados Unidos”, enfatizou.

Segundo o estudante ao receber a notícia, levou um bom tempo para acreditar e entender que aquele e-mail da Minerva Schools era realmente para ele. “Não esperava ser aceito, já que a porcentagem de aprovação dos demais anos tinha sido muito baixa. Mas, aos poucos, eu fui entendendo que era real e que eu tinha sido selecionado. Fiquei muito feliz com a notícia”, comemora.

Para Stênio, a Escola SESI SENAI teve papel fundamental na conquista. “Eu só pude conquistar a aprovação em Minerva, em parte, por causa das atividades extracurriculares que desempenhei na escola, entre elas, o grupo de teatro e as olimpíadas. Hoje sou muito grato pelas oportunidades e pelo apoio do SESI. Sem eles talvez não conseguiria atingir o meu objetivo”, comenta.

 

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Kátia Alves
Carregar mais Cidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × um =

Verifique também

Defensoria lança site de adoção de cartinhas da campanha “Natal solidário para os abrigos”

A partir desta quarta-feira (1º), quem quiser adotar cartinhas da campanha “Natal solidári…