Início Desemprego IBGE aponta novo recorde de desemprego em outubro

IBGE aponta novo recorde de desemprego em outubro

2 leitura mínima
0
0
43

Nesta terça-feira (1º), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou dados do levantamento sobre o desemprego no Brasil no período da pandemia de Covid-19.

De acordo com o levantamento, outubro bateu um novo recorde no número de desempregados no Brasil. Foram 13,8 milhões, cerca de 3,6 milhões a mais que o registrado no mês de maio, o que representa uma alta de 35,9% em seis meses de pandemia. A taxa de desemprego foi a maior já registrada 14,1%.

Segundo o IBGE, na comparação com o mês de maio, a taxa de desemprego cresceu nas regiões Norte e Nordeste, mas manteve-se inalterada no Sudeste e Centro-Oeste e caiu no Sul.

A maior taxa em outubro foi registrada no Nordeste (17,3%), seguida por Norte (15,1%), Sudeste (14,2%). Somente Centro-Oeste (12,1%) e Sul (9,4%) registraram taxa inferior à média nacional.

Conforme dados da pesquisa, a taxa de desocupação entre as mulheres foi de 17,1%, maior que a dos homens, de 11,7%. E na análise considerando a cor ou raça, a taxa foi maior entre as pessoas de cor preta ou parda (16,2%) do que para brancos (11,5%).

Já entre os mais jovens (entre 14 e 29 anos de idade), a taxa de desocupação foi de 23,7%. Enquanto que considerando o nível de escolaridade, entre as pessoas com nível superior completo ou pós-graduação tiveram as menores taxas (6,8%).

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Kátia Alves
Carregar mais Desemprego

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 + 4 =

Verifique também

Fortaleza se destaca entre cidades da América Latina na ampliação da malha cicloviária durante a pandemia

A Prefeitura de Fortaleza, desde o início da pandemia da Covid-19, em março de 2020, impla…