Início Eleições Por que candidatos bem votados não foram eleitos no pleito de 2020?

Por que candidatos bem votados não foram eleitos no pleito de 2020?

4 leitura mínima
0
0
331

O primeiro turno das eleições de 2020 deixou um grande número de candidatos a vereador que não foram eleitos. No Grande Pirambu eram pelo menos 30 candidatos a representantes do bairro, mas somente a agora vereadora Estrela Barros (Rede) foi eleita com 4.928 votos.

E assim como ela, houve candidatos que tiveram uma votação expressiva, mas não conseguiram ser eleitos em 2020. E a pergunta que fica é “Por que esses candidatos a vereador com grande número de votos não foram eleitos?”.

A resposta mais óbvia é que não foram eleitos, porque não conseguiram o número necessário de votos, o que está correto. Entretanto, esse número é calculado com base a Lei Eleitoral Brasileira que considera a proporção de votos válidos por candidato e o que o partido recebe através do voto de legenda, dividido pelo número de cadeiras em cada Câmara Municipal.

Por exemplo, se o somatório dos votos do candidato X com votos de legenda do partido Y, dividido pelo número de assentos da Câmara Municipal de Fortaleza for igual a cinco, significa que o partido terá direito a esse número de vagas. Desta forma, estarão eleitos os cinco candidatos mais votados do partido.

É por isso que, algumas vezes, o candidato que não recebeu uma grande quantidade de votos consegue se eleger, quando está em uma chapa forte ou quando concorre ao lado dos chamados puxadores de votos (candidatos que recebem votação bem acima da média e fazem com que o quociente partidário seja maior).

No caso do Pirambu houve outros candidatos com expressivo número de votos, mas no somatório com o partido, dividido pelo número de assentos da Câmara, não foram eleitos devido ao quociente eleitoral da chapa pela qual concorreu.

Por Kátia Alves

Jornalista formada pela UniFanor, atua desde 2006 na área da comunicação. Também tem formação em Letras pela UECE e MBA em Gerência de Marketing pela Unichristus. Atualmente é revisora e redatora na agência Radash. Tem experiência em produção de telejornal, assessoria de comunicação e voluntária do Projeto Jornalistico Pirambu News.

 

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Kátia Alves
Carregar mais Eleições

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 3 =

Verifique também

Praça do Ferreira recebe a 26ª edição do Feirão Limpa Nome Serasa

Teve início nesta segunda-feira (30), a 26ª edição do Feirão Limpa Nome Serasa com atendim…