Início Governo federal Sem apresentar provas, Bolsonaro diz que foi “roubado demais” em 2018

Sem apresentar provas, Bolsonaro diz que foi “roubado demais” em 2018

2 leitura mínima
0
0
52

BRASÍLIA (Reuters) – Sem apresentar quaisquer provas das alegações, o presidente Jair Bolsonaro afirmou ontem sexta-feira a apoiadores que foi “roubado demais” na disputa ao Palácio do Planalto em 2018, mas foi eleito porque, em sua versão, teve “muito voto”.

            Presidente Jair Bolsonaro antes de cerimônia no Palácio do Planalto 17/11/2020                                                                            REUTERS/Adriano Machado

“Alguns falam que eu fui eleito nesse sistema. Fui eleito porque tive muito voto. Fui roubado demais, quem reclamou que foi votar no 13, tinha problema. Mas reclamou muita gente que foi votar no 17”, disse ele, em declarações no final da tarde no Palácio da Alvorada transmitidas pelas redes sociais.

Em março deste ano, Bolsonaro disse ter “provas” de que a eleição de 2018 foi fraudada –até hoje não as apresentou publicamente, entretanto. Nas declarações desta sexta, mais uma vez, o presidente não apresentou qualquer evidência que fundamentasse as alegações que fez.

Na conversa com os apoiadores, o presidente voltou a lançar suspeitas sobre o sistema de urna eletrônica de votação, após ter havido um atraso na totalização dos votos do primeiro turno das eleições municipais no último domingo.

Por AGENCIA REUTERS

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Givanildo Oliveira
Carregar mais Governo federal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 2 =

Verifique também

No Rio de Janeiro, Ceará domina no São Januário e bate o Vasco por 4 a 1

Vozão encara o Bahia agora; partida acontece em Salvador no próximo sábado Em jogo válido …