Início segurança publica SSPDS realiza Operação Domus na Comunidade Vila do Mar III no bairro Floresta

SSPDS realiza Operação Domus na Comunidade Vila do Mar III no bairro Floresta

9 leitura mínima
0
0
261
#


Na manhã desta quarta-feira (25), a  Coordenadoria Integrada de Planejamento Operacional (Copol) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) realizou a 10ª edição da Operação Domus na Comunidade Vila do Mar III, na Av. Francisco Sá, no bairro Floresta.

Imagens: Reprodução/WhatsApp

As primeiras informações enviadas por moradores para a equipe do Pirambu News era de que ação se tratava de uma fiscalização da Enel e da Cagece para coibir a presença de ligações clandestinas de água e luz, os conhecidos gatos. Ainda segundo moradores, algumas pessoas foram em caminhadas ao 7º Distrito Policial.

Imagens: Reprodução/WhatsApp

O líder comunitário, Pastor Pedro, falou sobre a ação na comunidade e da forma como tudo aconteceu através de um vídeo.

Imagens: Reprodução/WhatsApp

A equipe do Pirambu News entrou em contato com a SSPDS que confirmou através de nota a ocorrência da ofensiva na Comunidade. Veja a nota na integra da SSPDS: 

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) deflagrou, nesta quarta-feira (25), a 10ª edição da Operação Domus. A ofensiva é realizada no Residencial Vila do Mar III, no bairro Floresta, em Fortaleza. O trabalho das Forças de Segurança visa evitar ameaças contra moradores, bem como coibir a prática de outros crimes. A ofensiva, que iniciou no dia 15 de julho e já passou por diversos conjuntos habitacionais em Fortaleza e Região Metropolitana, conta com órgãos  estaduais e municipais, além de instituições parceiras.

Foto: Ascom SSPDS

Ainda de acordo com a SSPDS, a força-tarefa resultou em cinco prisões em flagrante, realizadas pela Polícia Militar do Ceará (PMCE) e pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE) por furto de energia. Além disso, foi lavrado um Boletim de Ocorrência pelo mesmo crime. A Enel Distribuição do Ceará, concessionária de energia no Estado, realizou 68 inspeções e detectou 38 irregularidades relacionadas a furto e desvio de energia. Além disso, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE) realizou vistorias em 23 blocos, com sete notificações. A Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) emitiu seis laudos de constatação de furto de energia.

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-CE), em blitz realizada com o Batalhão da Polícia Rodoviária Estadual (BPRE) da PMCE, abordou 184 veículos, entre carros e motocicletas, resultando em nove apreensões. Entre elas, uma motocicleta com o chassi raspado. Uma CNH também foi apreendida e 46 infrações foram lavradas.

Foto: Ascom SSPDS

O Pirambu News também procurou a Enel que enviou nota informando que ação ocorrida em parceria com órgãos como Polícias Civil e Militar, Bombeiros, Enel e demais Forças de Segurança estaduais e municipais acontece semanalmente e tem o intuito evitar ameaças contra moradores, bem como inibir a prática de outros crimes como o furto de energia. Vaja nota completa da Enel:

A Enel Distribuição Ceará informa que a ação de hoje, 25, realizada no Conjunto Vila do Mar, trata-se da Operação Domus, coordenada pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará, em parceria com órgãos como Polícias Civil e Militar, Bombeiros, Enel e demais Forças de Segurança estaduais e municipais. A ação de hoje contou com seis equipes, realizou 5 prisões e é a décima edição da Domus. A operação acontece semanalmente e tem o intuito evitar ameaças contra moradores, bem como inibir a prática de outros crimes como o furto de energia.

Outro órgão também procurado pelo Pirambu News para falar sobre a operação foi a Cagece que divulgou nota que tomou conhecimento da ação, mas informou que ao realizar fraude de água, o responsável pode responder pelo crime de furto, sob pena de dois a oito anos de reclusão de acordo com o artigo 155 do Código Penal, caso não normalize a situação. Vaja nota da Cagece:

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) informa que realiza constante trabalho de sensibilização quanto à ligações clandestinas de esgoto e fraudes na rede de água, por meio das redes sociais, campanhas de responsabilidade social, e atualmente conta com 72 equipes que realizam vistorias em todo o Ceará.

Ao realizar fraude de água, o responsável pode responder pelo crime de furto, sob pena de dois a oito anos de reclusão de acordo com o artigo 155 do Código Penal, caso não normalize a situação. Os valores das multas serão cobrados de acordo com a tarifa do cliente. Em caso de reincidência, haverá um acréscimo de 50% em cima do valor. No portal da companhia, é possível verificar o valor das multas para fraudes de água de acordo com o tipo de imóvel: https://www.cagece.com.br/produtos-e-servicos/precos-e-prazos/tabela-de-multas/.

 

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Kátia Alves
Carregar mais segurança publica

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 4 =

Verifique também

Bolsonaro quer que Auxílio Brasil chegue a R$ 400, mas lançamento é adiado

Em reunião na tarde de segunda-feira (18) no Palácio do Alvorada, ficou decidido que não h…